CRÍTICA: OS 8 ODIADOS (THE HATEFUL EIGHT)

THE HATEFUL EIGHT

Tarantino se reinventa nesse suspense à la Agatha Christie, com um elenco de ponta e um cenário desolador. O oitavo filme do diretor e roteirista é inteligente, desconcertante e brinca com o espectador de uma maneira irreverente. Continuar lendo

Anúncios

CRÍTICA: QUE HORAS ELA VOLTA?

que_horas_ela_volta_resenha_critica

Nesta película acompanhamos a trajetória de Val (interpretada por Regina Casé com maestria) uma empregada doméstica, que veio do Nordeste para São Paulo e deixou para trás uma filha pequena, para morar no quartinho dos fundos de uma família abastada do Morumbi e criar o filho dos patrões. Um cenário muito típico da realidade brasileira, comandado pela incrível roteirista e diretoria Anna Muylaert, que trata esta temática com um olhar inovador. Continuar lendo

CRÍTICA: ENTRE ABELHAS

cena-de-entre-abelhas-1429904815907_956x500

Não se deixe enganar pelo elenco que é quase todo formado pelo time do Porta dos Fundos, Entre Abelhas não é um filme de comédia, ele é um drama humorizado, fato esse que o torna muito mais atrativo pois vemos esses atores fora de sua zona de conforto. Foram necessários 9 anos desde a ideia na cabeça até a chegada em um estúdio de gravação, para que o filme Entre Abelhas fosse concretizado. A estupenda mente de Fabio Porchat combinada com a qualidade técnica de Ian SBF, fazem de Entre Abelhas um filme completo, contemporâneo e inovador. Continuar lendo

A “TRILOGIA DA DEPRESSÃO” DE LARS VON TRIER

page

O Polêmico e já consagrado declarado Ateu, Escritor e Diretor Dinamarquês Lars Von Trier – que foi até mesmo considerado “Persona non grata” no festival de Cannes e banido do evento por algumas edições, por ter sido mal interpretado quando declarou “compreender Hitler” – no inicio de 2014 concluiu o que ele intitula de a “Trilogia da Depressão”, sua obra-prima que reúne três grandes películas independentes entre si, regradas a tabus, refinamento e muito questionamento social. Continuar lendo