CRÍTICA: QUE HORAS ELA VOLTA?

que_horas_ela_volta_resenha_critica

Nesta película acompanhamos a trajetória de Val (interpretada por Regina Casé com maestria) uma empregada doméstica, que veio do Nordeste para São Paulo e deixou para trás uma filha pequena, para morar no quartinho dos fundos de uma família abastada do Morumbi e criar o filho dos patrões. Um cenário muito típico da realidade brasileira, comandado pela incrível roteirista e diretoria Anna Muylaert, que trata esta temática com um olhar inovador. Continuar lendo

Anúncios